THGrow

Translate

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Grinder The Dreamer





The Dreamer é talvez o aparelho mais revolucionário do género já que por exemplo para quem mistura tabaco o próprio aparelho faz a mistura.

O grinder é composto por nove peças feitas e desenhadas em materiais de boa qualidade, permite inclusive encher um cone diretamente do grinder.

Também permite deitar diretamente para a mortalha sem perder nenhuma resina ao não tocar no conteúdo.

Tritura as erva numa mistura muito uniforme o que favorece tanto ao fumar como na vaporização.

O aparelho também conta com uma parte para guardar e ou transportar a erva sem ter que levar-la a parte.

Claro que um ponto muito positivo ou até mesmo o mais positivo é poder passar o conteúdo para os diferentes dispositivos de consumo diretamente, já que sempre que se passa indiretamente de um dispositivo para o outro se perdem resinas além de que se suja muito mais.

A mistura mais fina cai para uma parte transparente que tem uma tampa, e só é necessário retirar a tampa e passar para um bong, cone, mortalha ou vaporizador.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Review Caixa Buddies




Uma pergunta que muita gente faz, "onde guardar a minha erva"?

Tão importante como todo processo é também o de "guardar a erva" , chama-se oficialmente cura.

Se a erva, seja Cannabis ou outra for deixada ao ar livre seca demasiado e perde as qualidades, então tem que se guardar na chamada cura.

A cura dá-lhe mais propriedades como maior potência, melhor sabor ou cheiro, as alternativas existentes são os boiões de vidro ou as caixas de madeira.



As caixas de madeira são a forma mais refinada de cura, o sabor melhora ainda mais que no boião de vidro, a madeira deve ser adequada para curar a erva, e não uma qualquer.

A caixa Buddies aparte de ser a madeira adequada ainda tem uma rede para sempre que se manipula, guarda, corta ou outras operações não se perca nenhuma resina.

Está dividida em três partes, a tampa, a parte do recheio, e a parte de baixo que contem um acrílico onde as resinas que passam pela rede se depositam permitindo recolher com um cartão posteriormente.

Ela sela muito facilmente devido aos iman's que tem nos cantos, para abrir basta deslizar o dedo suavemente.

Encontramos três diferentes tamanhos de caixa consoante as necessidades de cada um, a pequena 155 x 105 x 70 mm, a média 195 x 120 x 75 mm, e a grande 240 x 165 x 95 mm.

O único inconveniente é que pode deixar sair algum cheiro do material que está a curar, tirando isso é bastante mais eficiente no processo que os boiões de vidro.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Como escolher um Vaporizador

Para escolher-mos um vaporizador precisamos primeiro entender as diferenças entre os que encontra-mos atualmente no mercado.

Claro que dependemos também do orçamento disponível, mas se isso não for um problema passamos aos diferentes vaporizadores:



Vaporizador de casa ou também chamado de torre - Este vaporizador é o que mais espaço ocupa mas também o que mais autonomia tem aparte das qualidades superiores, os seus materiais são de melhor qualidade, o vapor tem mais rendimento e também claro mais qualidade, normalmente têm um saco onde o vapor fica depositado para posterior vaporização. Também encontramos torres com a típica mangueira, a diferença é que os de saco permitem guardar o vapor no mesmo e ir desfrutando sem pressa. Se você procura um vaporizador fiável, de grande durabilidade, com um ótimo vapor é este primeiro que deseja.



Vaporizador Portátil - Este é um vaporizador que como o nome indica é portável, alguns funcionam a gás e outros a bateria, são bons para vaporizar em qualquer lugar mas têm menos qualidade que os de torre, os que têm temperatura regulável são normalmente superiores assim como os que permitem vaporizar ervas ou concentrados no mesmo aparelho, são bastante mais baratos que os de torre. Se procura um vaporizador portátil que tenha um mínimo de qualidade esta pode ser uma boa opção.



Vaporizador de Pen - São a gama mais baixa dos vaporizadores, podem ser encaixados na categoria acima de vaporizadores portáteis sendo em alguns casos ainda mais pequenos. Porém têm menos qualidade, seja nos materiais usados, vapor ou autonomia. Alguns deles mesmo tendo o nome de vaporizador geram fumo que são os que as ervas tocam nas sua resistência. Alguns modelos não permitem regular a temperatura e esses são normalmente os mais baratos. São muito práticos, pequenos e leves e permitem vaporizar facilmente em qualquer lugar. Se procura uma opção barata dentro dos vaporizadores estes podem ser uma boa opção.



Vaporizadores de Concentrados - Estes últimos permitem apenas vaporizar concentrados, ao contrário de um vaporizador que permite vaporizar flores e concentrados este é apenas desenhado para permitir uma ótima vaporização de concentrados que nesta altura alcançam uma grande popularidade. Se só deseja vaporizar concentrados esta pode ser uma boa opção.

Fotos : VapoShop

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

The Nuggy

Uma companhia desenvolveu uma ferramenta multi usos para todo o consumidor.



A Nuggy tem várias ferramentas realmente pequenas e capazes na hora do aperto, pode-se portar no bolso.

Nela encontramos tesouras para cortar o que for necessário, uma pequena navalha, atacador, uma pinça que pode ser usada para fumar, um utensílio para limpar a sopeira do Bong e um outro na mesma categoria para picar o conteúdo da sopeira.

Para quem é fá dos concentrados também conta com um mini dabber para ser usado nos Bong's de concentrados, tem também um abre garrafas e uma pequena luz Led.

Nota positiva para quem decide perder o seu tempo para facilitar a nossa vida.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Amanitha Agrobacterias



Chegamos ao novo período de Indoor, e com ele sabemos que começa tudo de novo, desde os problemas a felicidade.

Uma dos principais metas é reproduzir um micro clima ideal o que nem sempre é possível e com isso vêm os problemas de stress, isso mesmo não somos os únicos (humanos) a sofrer de stress.

As plantas também o passam e com o stress vêm os problemas, menor crescimento, menor resistência, menor produção e possivelmente a aparição de fungos.

Ter um anti stressante a mão e de preferência orgânico pode fazer toda a diferença na hora de pegar nas tesouras.

O Amanitha é um agente anti stress que se aplica até ao período de pré floração e protege as plantas do stress causado pelos mais variados motivos.

Ele é concentrado de aminoácidos procedente de proteínas vegetais. Os aminoácidos são uns grandes aliados de qualquer planta.

Este em especial protege contra fungos mas acaba por proteger a outros níveis como possíveis pragas já que uma planta stressada é um alvo fácil para as tão temidas pragas também.

Modo de emprego:

É recomendado dissolver o conteúdo de uma garrafa de 10ml em dois litros de água, e aplicar pulverizando vem as folhas. Se usar um agente humidificador pode melhorar o processo.

Repetir a aplicação passados dez dias da anterior para obter um melhor resultado.

Vantagens de usar

  • Previne o aparecimento e proliferação de oídio
  • Estimula o crescimento e produção
  • Reduz o stress causado por condições ambientais adversas
  • Aumenta as defesas da própria planta
  • Limita a ação de agentes patógenos
  • Promove a ação de micro vida útil para as plantas

Para saber mais sobre o produto visite o link a Seguir Aqui

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Sementes de Cannabis geneticamente modificadas?



É importante que saibamos as coisas como elas realmente são, ultimamente temos ouvido até de consumidores esta expressão: Sementes de Cannabis geneticamente modificadas.

E o que querem dizer com isto? Referem-se normalmente aos híbridos devido a sua maior potência, mas estas não são geneticamente modificadas.

A planta apareceu na natureza como uma fêmea e um macho, aliás é das poucas que apresenta este padrão, à exceção das hermafroditas são uma planta que não precisa da junção dos dois sexos para formar descendência. A mesma apresenta os dois sexos e não é apreciada dentro da cultura.

A flor fêmea é um cálice que funciona como um ovário, e os dois "pelos" brancos que saem desses cálices são a viatura que conduz o "esperma" do macho até ao ovário, o "esperma" do macho é um pólen que sai da flor macho.

Quando a planta apareceu na terra pelo que estudamos até hoje deveria ser uma singular espécie chamada Cannabis Sativa L, com o passar do tempo e a sua ampla capacidade de adaptação surgiram novas Sub espécies, como a Indica ou Ruderalis. 

As sub espécies são um fenómeno da natureza, onde a planta se adapta aos novos lugares onde é introduzida, o volume das flores, a resistência, os cheiros, os canabinóides são produto da adaptação a diferentes climas.

Agora que percebemos como as coisas funcionam sexualmente passamos a desmistificar o "Cannabis geneticamente modificada".

Quando se refere isso normalmente é para referir a junção de uma variedade Sativa com uma Indica, esse processo normalmente aumenta o nível de THC mas também a produção e outros fatores.

Não devemos alimentar esses mitos porque ainda existem variedades puras, com baixo THC, e uma vasta seleção por onde escolher, o que está em falta é a educação em torno do tema.

A única variedade geneticamente modificada pertence e está patenteada por uma companhia farmacêutica, mas não nos parece que nenhum entusiasta da planta queira essas sementes para nada.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Livros sobre Cannabis

Apesar de podermos encontrar uma vasta seleção de livros sobre a planta, muitos deles não estão em Português, e essa é a desvantagem

No entanto já encontramos algumas publicações de fácil entendimento como as de Língua Espanhola, e fizemos uma seleção de algum e os restantes deixamos para uma outra ocasião.

Não queria-mos centrar as publicações num só sentido, mas apresentar os vários temas dentro da cultura que ainda são alguns.


Um dos mais famosos livros é o Rei vai nu do autor Jack Herer, nele o autor retrata a conspiração contra a planta do cânhamo, é um livro com excelentes cotações de meios de comunicação de renome, alguns de vós devem conhecer este primeiro. Este podemos encontrar em linguagem Portuguesa.



Do autor Jorge Cervantes encontramos também publicações de interesse, além disso tem vários exemplares, como por exemplo Medical Grower's Bible ou Cannabis Encyclopedia. São livros extremamente completos com muitas imagens a cores e de fácil entendimento para todos, existe em mais que uma língua.



Do autor Ed Rosental encontramos o Livro Marijuana Pest and Disease (Marijuana Pestes e Doenças) que é extremamente valioso para os cultivadores e também o Beyond Buds : Marijuana Extracts Hash, Vaping, Dabbing, Edibles and Medicines, relembrando que este autor é um experimentado cultivador e consumidor da planta.



Além disso temos uma seleção de autores soltos de livros como Cannabis como medicamento onde é explicado como usar a planta para diversos tipos de doenças, Cozinha Cannabica para quem goste de misturar cozinha e a planta e tem 47 receitas diferentes, a também Hidroponia para todos onde é explorado o tema sobre o cultivo Hidropnico.

Alguns deles estão a venda na Amazon e outros no link a Seguir Aqui.



sábado, 17 de setembro de 2016

Sorteio de Toalhas 00



Os amigos da 00 Seeds estão por estes dias a organizar um concurso para Portugal onde sorteiam três toalhas da marca deles.

O sorteio está a decorrer no Fórum Cannabis Portuguese Fórum e está ativo até ao dia 23 de Setembro.

Para participar só têm que dizer qual a variedade favorita dentro do seu catálogo, e dizer o porque de escolher essa Strain.

Têm ainda ativo no facebook um outro concurso de toalhas independente onde também podem concorrer.

São toalhas de praia baseadas na temática e cores da 00, muito bonitas e acima de tudo originais.

Para aceder ao concurso no fórum clique Aqui e para o concurso do facebook clicar Aqui .

No facebook têm que partilhar a publicação do sorteio e por um gosto na página caso ainda não o tenha feito.

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Os investidores da proibição continuam a dar cartas (500,000 $)



Recentemente foram doados 500,000  dólares para os donos de uma campanha contra a legalização da Cannabis, a doação foi feita por uma farmacêutica.

Eles afirmam estar preocupados com o futuro dos jovens e crianças e que a legalização não é boa para os mesmos.

Mas, por trás dessa desculpa, está o medo de perderem lucros com a venda de novos fármacos baseados em THC sintético que os mesmos têm vindo a produzir.

O dronabinol é o fármaco que está em jogo, é uma versão de THC sintético que é usado para tratar doentes com cancro, e a empresa tem um relatório onde explica que a legalização pode abater as vendas do fármaco, saindo assim prejudicados.

É triste que estas coisas continuem a acontecer a vista de todos, mas por outro lado são a prova que a Cannabis (Canabinóides) tem um alto poder medicinal e devia servir de lição para todos que o objetivo disto é manter a planta ilegal para que possam ter altos lucros com isso.

Se a planta estiver disponível em qualquer quintal a ameaça é grande, não para as crianças, não para os jovens ou para as pessoas mas sim para as grandes indústrias sem ética.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Extrações - Charas

Strain Hunter Charas (legendas em Português)

 

Os tópicos de extrações têm o objetivo de aprender-mos como se faz, mas não só, também para quem consome hash perceber as diferenças do que realmente é hash ao contrário do que compra na rua.

O hash que se encontra nas ruas se fizer uma pesquisa rápida pela net vai perceber que tem bastantes misturas para o fazerem mais potente e alguns dos materiais utilizados são assustadores.

Começamos pelo Charas (extração manual) porque pensamos que deve ter sido das primeiras extrações a ser feitas pelo homem, não necessita nada a não ser as próprias mãos, e claro as plantas vivas.

O Charas também é a extração mais antiga a conter Canabonóides únicos saídos da Planta viva como temos vindo a explicar, já que depois de cortada e seca eles já não são os mesmos.

O processo consiste em cortar uma flor e esfregá-la na mão, ou esfregar as mãos na planta viva, mas desengane-se se pensa que é tão fácil como isso porque é uma técnica que necessita ser trabalhada para conseguir ótimos resultados.

Normalmente em lugares onde se faz Charas são as mulheres que o fazem porque têm as mãos mais lisas e por isso é mais fácil recolher o hash.

A cor do Charas é completamente negra, ao contrário do hash de rua que é castanho, o Charas é totalmente mole como plasticina e é super moldável.

Não podemos comparar Charas com a "bolota" já que esta segunda também é feita de material seco, a diferença está na presença de Canabinóides e não tão propriamente na potência já que ambos são de excelente qualidade.

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Medicina de volta as origens?



Muitas das pessoas já entenderam que o que nos apresentam como um remédio hoje em dia é nada mais que uma potente fonte de vício e não de cura.

Com isto não queremos dizer que a medicina moderna não tem utilidade, porque a tem e salva muitas vidas, o que nos referimos é as drogas comercializadas hoje em dia, mais nomeadamente ao uso banal das mesmas.

Se um remédio fosse realmente bom, não teria os graves efeitos secundários e os altos níveis de adição iguais aos dos que podemos comprar na farmácia, pelo contrário devia ser um remédio que pode-se ser usado por aquele período de tempo e que no final do tratamento pode-se ser abandonado sem complicações adicionais como ocorre no caso dos comprimidos para a ansiedade, para dormir, para as dores e etc.

Perante este cenário pensamos que uma grande percentagem das pessoas que se apercebe está a tentar buscar alternativas mais suaves, sejam elas algum remédio natural ou até mesmo alguma medicina antiga.

No vídeo que apresentamos (VICE) podemos ver que uma outra planta e ou técnica está a ser muito usada e também estudada para casos de depressão, ela vem desde os nossos antepassados e chama-se Ayahuasca, a mesma pode ser consumida de várias maneiras, mas a mais popular é bebida, e em segundo fumada.

A Planta parece ter potentes poderes curativos a nível mental, dando uma melhor qualidade de vida a quem a usa, é tomada uma vez por mês, o seu efeito é um pouco controverso pois gera algum tipo de alucinações, mas qual será melhor uma hora de alucinações ou a adição de um fármaco legal para a vida inteira?

Será que devia-mos iniciar uma busca incansável para recuperar as medicinas antigas feitas a base de plantas, ou deveria-mos seguir a tomar estas drogas legais?

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Cannabis e Stress Pós-traumático



Muito se tem vindo a falar sobre como a erva pode ajudar neste problema, e quem o diz são os próprios doentes.

Recentemente na América tem-se falado muito sobre isso, em como o mesmo tem vindo a ser um problema para o País, mas como em alguns lugares a erva medicinal está disponível alguns pacientes que sofrem desse problema descobriram que podiam sair beneficiados.

Eles têm tido uma "batalha" dentro do próprio País que defenderam com as vidas, feito algumas manifestação, mas mesmo assim a medicina continua indisponível para muitos.

Este pode ser um problema muito grave para o doente e para os que o rodeiam, a erva atua a nível cerebral, ajuda a dormir, retira a dor, relaxa e dá bom humor e essa parece ser a chave que os faz melhorar.

Infelizmente, este problema não se passa apenas na América, mas sim por muitos outros Países, alguns deles onde as leis são duras.

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Como fazer sumo de Cannabis



A planta até ao dia do corte não é psicoativa, posteriormente ao corte e secagem os Canabinóides mudam como por exemplo na situação que explicamos sobre o THC-A.

O THC-A encontra-se na Planta viva ou recém colhida, não é psicoativo, depois do corte e secagem vai-se tornando em THC e ai torna-se psicoativo.

Existem mais Canabinóides na mesma situação que o THC-A, esses mesmos só podem ser usufruídos enquanto a planta está viva, podendo comer-se ou fazer-se um sumo.

Leia também : THCA Ácido

O sumo é sempre uma boa opção, junta-se de preferência frutas do nosso agrado que sejam o mais orgânicas possível e relativamente ao estado líquido do sumo pode-se juntar um pouco de água se ele estiver muito grosso.

No vídeo acima (Dinafem) pode-se aprender a fazer sumo com flores recém colhidas, mas também existe a versão do sumo apenas com as folhas, ou até ambos.

Depois de colhida e seca deixamos de poder contar com esse tipo de Canabinóides que podem ser muito curativos e nutricionais.

Melhores músicas 420 (Português)



Ainda da mesma saga melhores músicas 420, atribuímos hoje a postagem ao artista Barrako 27.

É uma música que abarca quase todo o tema 420, aspeto medicinal, e os restantes temas também, além do mais quantos mais artistas Portugueses tivermos que estejam na disposição de assumir e divulgar as coisas mais fácil será.

O tema chama-se Quero a liberdade Jah e contem algumas boas mensagens de ativismo.

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Top Dez Celebridades 420



Associar a erva a pessoas sem futuro é coisa do passado, e você não deveria querer ficar preso no tempo.

Esse estigma durou tempo demais, foi bem alimentado durante muito tempo e funcionou, mas recentemente tem vindo a enfraquecer e em alguns lugares a deixar mesmo de existir.

Temos uma lista vídeo (Mojo) que retrata o Top dez das celebridades 420, cantores, atores e outras pessoas que consomem a erva e são extremamente bem sucedidos.

Para quem não sabe, a erva ajuda a relaxar, a repor o bom funcionamento do corpo mas não só, ela danos um poder criativo bastante apetecível e por isso existe artistas que simplesmente a usam para que as ideias possam fluir melhor.

Então, não só neste tema mas também em muitos outros se deixasse-mos de ter ideias pré estabelecidas sobres as outras pessoas o Mundo poderia ser melhor.

Auto Afghan Skunk Advanced Seeds




Depois do sucesso Afghan Skunk, os breeder da Advanced Seeds decidiram trazer a mesma variedade em versão auto-florescente.

Como o nome indica é a junção da genética proveniente do Afeganistão com a super popular e super produtiva Skunk.

Esta combinação traz o melhor dos dois Mundos, uma alta produção de resina, uma alta produção de flor, e um cheiro e sabor a Hashish.

É uma variedade auto que pode compensar nas extrações, sejam elas de que tipo forem, a seco, a gelo e ou concentrados devido à sua grande capa de resinas.

Dados sobre a variedade:


  • Genética: Auto Critical Mass x Auto White Widow

    Tipo: Indica

    THC: 15%

    Altura interior: 75 - 100 cm

    Altura exterior: 80 - 120 cm

    Produção: 350 - 400 g/m²

    Floração: 65 - 75 Days/Dias

    Colheita exterior: De Abril a Novembro


O efeito é típico de variedades indicas, relaxante e corporal com um lado mental eufórico mas menos potente que variedades mais sativas, duradouro e com um sabor que não deixa ninguém indiferente.


segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Pode a Cannabis ajudar os idosos?



O País que decidiu iniciar a guerra as drogas é o mesmo País que dá mais cartas na legalização das mesmas, e um peculiar aspeto desta tendência é a aceitação e uso por parte de pessoas idosas.

A tendência são os comestíveis, mas também há quem a fume ou vaporize, normalmente para problemas de artrite e dores, assim como dormir e relaxar, entre outros.

A farmacêutica perde terreno frente a Planta, os seus remédios altamente aditivos e com graves efeitos colaterais estão a ser substituídos por uma simples erva.

O interesse por parte dos idosos é cada vez maior, e eles mesmo procuram sessões de esclarecimento, visitas ao dispensário e ouvir relatos de pessoas da mesma condição e idade que usam a erva.

Estes últimos, as pessoas dessa faixa etária que usam a erva e relatam a sua experiência são a chave para que os idosos quebrem esse estigma que toda a vida tiveram.

A "Weed Lady" de nome próprio Sue, foi uma dessas pessoas que toda a vida foi educada para interiorizar que a erva é uma coisa má, no entanto hoje é ela mesma que luta para ensinar aos outros os benefícios da planta e também para poder abrir um dispensário na sua área de residência, dispensário que seria apenas para pessoas da mesma faixa etária.

O número de pessoas idosas a usar a erva duplicou no espaço de um ano, e é caso para perguntar, pode a Cannabis ajudar os idosos?

Lei nº 30/2000 Quinze anos depois



Faz quinze anos que Portugal decidiu fazer história no tema substâncias, a partir desse momento os consumidores começaram a ser tratados mais humanamente.

Ainda que esteja muito por fazer, esse foi um grande passo, pois atravessava-mos um grave problema de adição, não precisamente de Cannabis mas sim de substâncias pesadas e mais precisamente as doenças que resultavam do uso delas.

A partir desse dia o País melhorou para todos, os que consomem e os que não consomem, afinal trata-se de um problema de saúde pública que ficou muito melhorado com as medidas adotadas.

O que é a Lei nº 30/2000? (consultar lei)

"SUMÁRIO
Define o regime jurídico aplicável ao consumo de estupefacientes e substâncias psicotrópicas, bem como a protecção sanitária e social das pessoas que consomem tais substâncias sem prescrição médica"
 
Esta Lei visa a não criminalização dos consumidores de substâncias, deixando de ser crime consumir ou portar substâncias para consumo próprio num determinado tempo (10 dias).
 
As sanções passam a ser muito mais suaves, em muitos casos resolvem-se com a ida para um tratamento e ou acompanhamento profissional (IDT).
 
Algumas vezes estas sanções podem nem ser aplicadas, ou revogadas, por exemplo no caso da Cannabis, se um cidadão é interceptado com alguma Cannabis mas tem um problema de saúde em que sai beneficiado pelo uso da mesma e o poder comprovar pode ser que as coisas fiquem como estão.

Como a Lei 30/2000 podia melhorar?
 
Vamos falar apenas sobre o caso da Cannabis, a Lei podia melhorar se começassem a ser emitidas licenças legais para os consumidores medicinais no mínimo. Ou seja, essas pessoas (doentes) poderiam consumir e ou portar erva sem sanções.
 
Também, o Estado Português deveria obrigatoriamente por um plano de estudos sobre o tema em marcha, tentar encontrar uma forma de regulamentar o acesso a substância que facilita-se a vida a todos, que protege-se o consumidor, que o mesmo tivesse acesso a uma substância controlada e limpa, que origina-se receita para beneficiar o País, e que reduzi-se os custos dos problemas que origina este tema, além do mais que apenas pessoas com mais de 18 anos tivessem acesso a substância.
 
Então quinze anos depois ainda falta muito trabalho, no entanto ao longo deste tempo somos uma referência para o resto do Mundo quando se fala no tema substâncias.