Avançar para o conteúdo principal

00 Seeds

00 Seeds
Medical Strains

Ajudando uma paciente com enfermidade de Crohn

Olá a todos, vimos hoje partilhar este magnífico trabalho com vocês.
Aqui há uns tempos, recebi um pedido de ajuda um tanto diferente, um casal que NÃO fuma Cannabis, e que tem uma filha com a doença de Crohn e que passado muito tempo em Hospitais, mais médicos mais remédios que nunca acabam, e ouviram falar da nossa estimada Planta, e decidiram pedir ajuda.
Não pude dizer que não, e perguntei se estavam dispostos a correr o risco, claro que já sabem a resposta, um Pai faz de tudo por um filho.

Definição da doença de Crohn

A doença de Crohn é um tipo de doença inflamatória intestinal (DII) que pode afetar qualquer parte do aparelho digestivo, desde a boca até ao ânus.1 Os sintomas geralmente incluem dores abdominais, diarreia (que pode conter sangue no caso de inflamações graves), febre e perda de peso.2 1 Podem também ocorrer complicações fora do aparelho digestivo, entre as quais anemia, rash cutâneo, artrite, inflamação do olho e fadiga. O rash cutâneo pode ser provocado por infeções, por pioderma gangrenoso ou por eritema nodoso. Também é comum a ocorrência de obstrução intestinal e as pessoas com a doença apresentam maior risco de cancro colorretal.2

A doença de Crohn é provocada por uma combinação de fatores ambientais, imunitários e bacterianos em indivíduos geneticamente predispostos.3 4 5 O resultado é um distúrbio inflamatório crónico, no qual o sistema imunitário ataca o aparelho digestivo, provavelmente com o intuito de combater os antígenos microbianos.4 6 Embora a doença de Crohn esteja relacionada com o sistema imunitário, não aparenta ser uma doença autoimune (ou seja, não é o próprio corpo que ativa o sistema imunitário).7 Não é ainda claro qual é o problema preciso com o sistema imunitário, sendo possível que se trate de um estado de imunodeficiência.6 8 9 Cerca de metade do risco global está relacionado com fatores genéticos, nos quais estão envolvidos mais de 70 genes.2 10 Os fumadores têm um risco duas vezes superior de desenvolver a doença em relação a não-fumadores.11 A doença de Crohn tem muitas vezes início após uma gastroenterite. O diagnóstico é baseado numa série de observações, entre as quais biópsia e aparência da parede intestinal, imagiologia médica e descrição da doença. Entre outras condições que podem sintomas semelhantes estão a síndrome do intestino irritável e a doença de Behçet.2

Não existem medicamentos ou cirurgias capazes de curar a doença de Crohn. As opções de tratamento ajudam a aliviar os sintomas, mantêm as remissões e previnem as recidivas. Em pessoas recém-diagnosticadas, é possível usar corticosteroides durante um curto período de tempo de modo a rapidamente melhorar a doença, em conjunto com metotrexato ou uma tiopurina para prevenir recorrências. Os fumadores devem cessar imediatamente o vício. Todos os anos, uma em cada cinco pessoas com doença de Crohn são admitidas em meio hospitalar e cerca de metade com a doença irá eventualmente necessitar de cirurgia num prazo de dez anos. Embora o recurso à cirurgia seja usado com a menor frequência possível, por vezes é necessário remover alguns abcessos, obstruções intestinais ou cancros. O rastreio de cancro intestinal através de colonoscopia é recomendado a cada cinco anos, com início oito anos após o início da doença. A doença de Crohn afeta cerca de 3,2 em cada 1000 pessoas na Europa e na América do Norte.12 A doença é menos comum em África e na Ásia.13 14 Em termos históricos, a doença tem sido mais comum em países desenvolvidos.15 No entanto, desde a década de 1970 que as taxas têm vindo a subir, em particular nos países em vias de desenvolvimento.14 15 Em 2010, a doença inflamatória do intestino provocou 35 000 mortes,16 sendo a esperança de vida ligeiramente inferior em pessoas com a doença de Crohn.2 A doença tende a ter início durante a adolescência e na casa dos vinte, embora possa ocorrer em qualquer idade,2 1 e afeta de igual forma homens e mulheres.1 A doença tem o nome do gastroenterologista Burrill Crohn que, em 1932, em conjunto com dois colegas descreveu uma série de pacientes com inflamação do íleo terminal do intestino delgado, a área que mais frequentemente afetada pela doença.



 Então comecei a ajuda-los, compraram o seu armário, algumas Espécies de CBD\THC, e começaram a cultivar.
Algum tempo depois, fui fazer uma visita para os ajudar a preparar o óleo, com recurso ao álcool isopropílico, nalgum canto do nosso Planeta, e registei o momento com umas fotos :)

Pegou-se em quase 40 gramas de Critical Cure e Critical Kush

Moemos tudo



Aplicamos o Álcool e filtramos 




Fez-se uma primeira e segunda extração, e foi para o banho maria



Algum óleo aplicou-se óleo de coco para servir como supositório e outro deixou-se puro



No fim, estes Pais ficaram com uma boa dose de medicina, feita por eles organicamente, e sobretudo com um baixo custo.
Acho que cada vez mais as pessoas estão a ver a verdade onde ela está, onde nunca saiu, mas que apenas nos foi ocultada.

Link's úteis:

Fabricando Medicina 
Fabricando medicina 2
Up Fabricando Medicina 2

Espero que gostem e tenham aprendido algo novo.
Até mais.

Comentários

Vaponic

Mensagens populares deste blogue

Como eliminar o THC do seu organismo

Este é um tema que pode ainda prejudicar muita gente, e acima de tudo é a hipocrisia a reinar, se o seu patrão mandar fazer uma análise e acusar nicotina substância que mata todos os anos sem precedentes, e até álcool se tiver dentro dos padrões não lhe acontece nada, porém se acusar THC a história é outra.

Tudo o que consumimos fica "preso" ao nosso organismo, e o THC não é exceção, ele sai de maneira natural mas precisa de um limite de tempo, já que se agarra às matérias gordas.

Ele permanece uns sete dias no nosso organismo, mas ao fim desses sete dias ainda se podem encontrar uns cinquenta por cento.

Para o eliminar deixamos algumas técnicas abaixo:

Aumente a ingestão de líquidos, água ou por exemplo chá verde que é um desintoxicante natural podem ajudar a que os níveis baixem e possam ser considerados negativos. As bebidas energéticas pode confundir o teste ao adicionar um monte de novas substâncias, porém este tipo de bebidas não é muito saudável.

Durante o dia  prévi…

Guia Cultivo Automáticas

Vamos falar um pouco sobre automáticas.
Auto-Flower, como o nome indica, a floração acontece automaticamente, sem necessitar de reduzir o número de horas de luz.
Quando elas apreceram pela primeira vez, ninguém as achava boas, e na verdade não eram grande coisa, mas tinham algo rico nos seus genes, porém eram muito baixas e pouco produtivas.
Os seus genes não davam para esquecer o assunto, e então, começou uma nova revolução verde, começaram os trabalhos de hibridação, testes, cruzes infinítos etc.
A medida que o tempo passou, e as automáticas foram parar ás mãos de cultivadores que sabem o que fazem, começou a segunda parte da revolução automática, com bons resultádos, e com um pouco de bom marketing as automáticas passaram de plantas sem interesse, a top de vendas.


Como não necessitam de redução do horário de luz, são mais resistentes a temperaturas frias, e estam prontas num tempo record, tornaram-se as plantas perfeitas para os cultivadores inexperientes.
Fáceis de alimentar, na …

STS - como obter apenas sementes fêmea Parte 1

Nota: O Medicinal Stars não se responsabiliza pela má utilização da informação aqui contida, somos uma página para adultos, sobre a cultura da Cannabis, use a informação com bom senso.

Como vem sendo normal, tentamos abordar os temos que mais ninguém aborda em Portugal, ou em língua Portuguesa.
Desta vez o nosso novo colaborador, de nick name Shariff vai-nos ensinar a obter sementes fêmea (100%).  Não tente replicar em casa, ou se o fizer, não faça sem ser de modo seguro (uso de luvas e óculos de proteção). Um muito obrigado da nossa parte por nos ensinar este passo.



Olá, sou o Shariff e venho aqui com uma espécie de revisão da matéria, de um tópico já concluído. O objectivo da experiência era fazer sementes feminizadas, com o método de aplicação de STS, neste caso partindo de sementes automáticas regulares, num cultivo exterior, mas funciona igual com foto dependentes tanto no exterior como em interior, no entanto, em interior é sempre mais seguro (evitamos contaminação de pólen de c…